domingo, 10 de abril de 2016

Hackers, criptografias e outras ilusões.

Hackers, criptografias e outras ilusões.
“legisladores não só tentam criar um código para tipificar essa conduta de criminosa, mas tentam vitimar os incompetentes.”
   Quando eu era adolescente a Informática ainda tinha boas doses de amadorismo na implementação dos sistemas. Criptografia era algo raro, os dados da rede podiam ser capturados por qualquer cliente, os sistemas eram tão simplificados que usuário podia simular seu funcionamento de cabeça. Você podia realizar uma ligação telefônica gratuita só puxando um gato e trocando o aparelho telefônico do orelhão por um convencional. Esse era o ambiente mais enriquecedor possível do ponto de vista do aprendizado de sistemas.

airline-comics 4.jpgHoje estamos em outra época, os sistemas estão cada dia mais complexos, com mais níveis de serviço (ou camadas) cada vez menos compreensíveis num único plano. Aquela época era muito promissora pra quem quisesse acessar um sistema bancário ou um governo, pois todos era vulneráveis das falhas mais manjadas da época. Apesar disso, em grandes empresas, digo que se existe alguma evolução ela é pouco efetiva. As empresas continuam com a mesma dose de amadorismo no seu nível gerencial. Tudo que elas fazem é gerar políticas pouco sólidas em valores éticos e confiar na capacidade dos seus técnicos. Quando estiverem obrigados a implementar algo não funcional, com prazos apertados, não farão.
   Maior problema das políticas de segurança está em não dar justificativas. Isso gera uma não identificação por parte dos funcionários com a empresa e o objetivo passa a ser de quebra das políticas sem ser percebido. Muitos ataques a essas politicas são isentos de culpa, ou até valorizados. Se eu ataco meu opressor, estou sendo justo. Daí vem a termo: “ética hacker”.
 Outros são uma demostração de que as empresas contratam as pessoas erradas para implementar seus sistemas. Para planejar um roubo, você contrata um bandido não um policial. As empresas cometem um erro ao pensar que vão aumentar ou provar sua segurança contratando um “especialista” do assunto. Especialistas de segurança nunca colocaram um sistema a prova por vontade própria. Especialistas seguem as receitas que encontram.
   Por outro lado os leigos  legisladores não só tentam criar um código para tipificar essa conduta de criminosa, mas tentam vitimar os incompetentes. Contudo, as supostas vítimas são os maiores responsáveis por assumir o risco de fazer um sistema sem pensar na segurança.
    A segurança deve ser vista de forma sistêmica, o especialista só vê casos específicos. Por isso que na parte mais inesperada é que surge a falha. Enquanto o especialista se preocupará com o tamanho da chave criptográfica o interceptador não vai tentar quebrar um código criptografado, não vale a pena nunca. Numa criptografia ponto a ponto existe sempre algo fora do ponto. Ele vai procurar os pontos do sistema aonde os dados são texto puro, e esses pontos sempre existirão. Assim como procurar brechas de segurança será sempre uma tarefa abrangente que visa aqueles casos mais impensáveis. Essa abrangência não existe em empresas cada vez mais segmentadas e desintegradas.
   Assim como no mundo físico, segurança é uma falsa sensação. Basta acontecer alguma coisa pro castelo de cartas desmoronar. Aqueles que acreditam estar seguros a todo caso são os mais vulneráveis, pois a certeza é traiçoeira.

domingo, 29 de março de 2015

Dicas para comprar um carro usado de particular

     Recentemente esitve numa maratona de trocar (vender e comprar) carro e moto. Por mais que eu pesquisei na internet algumas dicas simplesmente não encontrei em nenhum lugar. Por isso estou fazendo a minha lista de recomendações para os futuros compradores terem mais uma visão que possa ajudar.


1- Faça e leve um checklist

     Se você não fizer, alguma coisa será esquecida. Na hora nossa memória não consegue se ater a todos os detalhes que precisam ser vistos. Importante seja que você saiba tudo que está levando de bom e ruim.
Imprima essa lista e vá marcando:
  • Motor de partida
    • Dê a partida com motor frio, e depois com motor quente.
    • Dê a partida você mesmo, não deixe o vendedor fazer.
  • Extintor de segurança dentro da validade
  • Verifique se os espelhos retrovisores
    • Se não estão descascando, e se os dois lados são similares
    • Se o mecanismo de regulagem funciona.
  • Ruído Interno
    • Dê uma volta com o carro assim você pode sentir barulhos, problemas mecânicos ou elétricos.
  • Pneus
    • Verifique se os sulcos dos pneus estão em boas condições.
    • Não se deixe levar pela aparência, utilize uma régua ou um cartão de crédito (alguns carros tem pneus com os sulcos pintados de preto)
    • Olhe a marca dos pneus, pneus remoldados escondem uma péssima manutenção.
  • Pneu estepe
    • Verifique se ele está em bom estado ou se existe.
  • Vidros
    • Os originais tem marcação do chassi, se foram quebrados não possuem mais.
  • Portas
    • Retire as borrachas de vedação e olhe se a lata parece amassada ou soldada
    • Verifique se todas as travas estão funcionando
  • Cinto de segurança se está funcionando e em boa aparência.
  • Verifique o adesivo da última troca de óleo
    • Verifique a viscosidade do óleo, muito espesso pode ter problemas escondidos no motor. É problema fuja!
    • Verifique o nível de óleo, também veja se a viscosidade parece boa.
  • Nível fluido de freio
    • Retire a tampa para verificar quando não puder fazer visualmente.
    • Enfie o dedo dentro do fluído, e veja se não ta gosmento.
  • Nível de água do radiador.
    • Fique alerta caso encontre água sem fluído. Reposição de fluído em casos de vazamento é caro, somente água pode esconder um vazamento.
  • Lataria 
    • Dê lever batidas com o dedo, massa plástica soa diferente de lata. (dizem que é uma boa ideia levar um imã)
    • Recomendo fazer uma pesquisa daquele modelo que está buscando. Para-choques que são de modelos similares e não iguais escondem uma colisão. É uma boa ideia olhar pelos cantos internos e de difícil acesso eles geralmente escondem uma repintura (falhas na pintura).
    • Mexa nos faróis, eles geralmente quebram os suportes com as batidas. Verifique a cor interna, se estiverem escuros tem vazamento de água.
  • Escapamento
    • Tampe com a mão a saída.. se fizer pressão dentro do escape está bom.
    • Não pode estar saindo fumaça preta, branca ou azul obviamente.
  • Painel
    • Não se deixe levar por kilometragem baixa.
    • Acredite em todas as luzes que acendem no painel, o problema geralmente não é nele.
    • Veja se o led do airbag, se acende e depois apaga. Normalmente quando dá problema, simplesmente desconectam o fio ou tiram a lâmpada.
  • Freio
    • Verifique barulhos e trepidações ao freiar. O pedal não pode ser muito duro, nem descer mais depois de pisado.
  • Freio de estacionamento
    • Se ao puxar com força moderada (sem exageros) o carro não parar está com problemas.
  • Verifique também:
    • Limpador de para brisa
    • Indicadores de painel
    • Lavador de para brisa
    • Buzina
    • Farois
    • Lanternas dianteiras (seta)
    • Lanternas traseiras (seta)
    • Repetidores da seta na lateral.
    • Luz de freio
    • Luz de ré
    • Macaco, Chave de roda e triangulo de advertência

2 - Iluminação é fundamental


Use uma lanterna (pode ser o led do celular) para olhar em baixo do carro e no cofre do motor. Olhe bem todas as longarinas, se estiverem amassadas, com sinais de solda, é colisão das fortes.
Coloque o carro na luz do dia


3- Problemas não te impede de comprar


Só te alerta que deve descontar do preço. Se o vendedor souber que você sabe dos problemas, ele será mais propenso a te dar um desconto. O importante é você saber o valor do conserto, se for razoável analise se vale a pena (pesquisa é fundamental).

4- Mesmo assim podem te passar a perna

Existe inúmeras sacanagens que fazem. Arrancar luzes do painel, engrossar o óleo, voltar o velocímetro, remarcar pneus...
Paciência.

terça-feira, 10 de março de 2015

Petrobrás e Política


    A Petrobrás é a maior empresa do Brasil, mas não é só a maior. Ela fatura do dobro do segundo lugar no ranking (Banco Itaú), e é a quinta maior do mundo em valor de mercado no mundo (a primeira seria Exxon também do ramo petroleiro). No ranking das maiores há domínio completo de empresas Americanas e Chinesas (as duas maiores economias do mundo). Conclusão óbvia: não existe economia de grande porte sem empresas. A Petrobrás foi criada contra vontade de muita gente. Era importante disseminar a ideia que não existia petróleo no Brasil, depois que ele seria inviável, depois que ele não seria vantajoso. Inaugurou quase todas as refinarias na década de 50, 60, 70... e construiu-se mais algumas nas última décadas.

    Esse porte majestoso da Petrobrás permite que se puxe junto com ela, pra lista das maiores, suas empreiteiras fornecedoras dela. Contratos de licitação da Petrobrás permitiam que as empreiteiras abocanhassem até 1/5 do valor e doassem parte da "comissão" aos partidos políticos. Ao ver o valor das campanhas políticas há uma correlação perfeita entre gasto e resultado. Dilma ganhadora recebeu 65 milhões em doações das empreiteiras, Aécio segundo 40, Marina em terceiro 17. Ou seja, as doações não só influenciam o resultado das eleições, elas ditam. A operação Lava Jato da PF deixa claro que as alternativas seriam:

  • Que os eleitores usem alguma inteligência na escolha dos candidatos.
  • Que o financiamento empresarial de campanha acabe.
  • Que acabe a influência política nesta e outras empresas.
Todas as possibilidades parecem longe de se tornarem realidade.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Adesivo Ignição Yamaha Fazer YS 250

Pra quem quiser um adesivo protetor chave de ignição preto para Yamaha basta imprimir esse arquivo, ou mandar pra uma gráfica...

http://www.afms.com.br/files/ignition.svg
Formato vetorial para impressão

http://www.afms.com.br/files/ignition.png

Disponibilizado em Creative Commons

quinta-feira, 3 de julho de 2014

O Poder avassalador do Google


Recentemente eu constatei o poder avassalador que o Google tem sobre os usuários de internet. Não só pela extensão das empresas que eles adquiriram que por si só ja é assustador, mas pelo poder que eles tem sob o comportamento dos usuários em seu buscador. Agora por exemplo, escrevo essa página usando justamente o próprio produto do Google. Claro que não tenho pretensão de me esconder deles e nem conseguiria.
Se você possui um smartphone Android, pode verificar no Google Maps que sua posição é rastreada e registrada. Um colega meu ficou impressionadíssimo quando viu pelo Google Maps todos os dias em que ele foi ao trabalho (com a rota do caminho) e sem saber que estava sendo monitorado.

Mudando de assunto e indo ao tópico principal, eu tive desde 2007 o programa Adsense de monetização que era excelente. Por algum motivo eles cancelaram minha participação, e não aceitaram recurso (vai entender porque alguém que já sabe tudo da minha vida, precisa analisar um recurso). Infelizmente mesmo eles já sabendo de antemão tudo que acontece no mundo, meu recurso foi negado.

Com isso eu comecei a procurar outros programas de publicidade, e me filiei a um deles. Acontece que coincide com a data da filiação (e não da desfiliação ao Google) uma queda bruta nas visitas:

Não precisa nem apontar, acho que é possível ver a queda não é mesmo?

Fui dar uma pesquisada na causa, e olha a queda das impressões no buscador do Google depois da filiação em outro programa de monetização:
Isso é o que acontece quando a amizade se desfaz
Sendo o buscador do Google responsável por 95% (ou mais) de trafego na internet, eles podem esconder informações ou enfatizar outras e a gama de possibilidades é muito grande. Mandando na internet, e espionando todos os usuários eu não vejo nada que eles não possam fazer pra influenciar pessoas, sociedades, e países….

Ou seja o que eles criaram é um mundo próprio. Mundo onde eles mandam e sinto lhe informar: esse mundo é o que você vive!